[Review] Caitlin Doughty – Confissões do crematório

“Uma menina sempre se lembra o primeiro cadáver que ela barbeia”. 

Sobre a autora :Caitlin Doughty
Sobre o livro :  DarksideSkoob 

Sinopse – Ainda jovem, Caitlin conseguiu emprego em um crematório na Califórnia e crematorioaprendeu muito mais do que imaginava barbeando cadáveres e preparando corpos para a incineração. A exposição constante à morte mudou completamente sua forma de encarar a vida e a levou a escrever um livro diferente de tudo o que você já leu sobre o assunto.
CONFISSÕES DO CREMATÓRIO reúne histórias reais do dia a dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos históricos, mitológicos e filosóficos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, ela desmistifica a morte para si e para seus leitores.
O livro de Caitlin – criadora da web série Ask a Mortician – levanta a cortina preta que nos separa dos bastidores dos funerais e nos faz refletir sobre a vida e a morte de maneira honesta, inteligente e despretensiosa – exatamente como deve ser. Como a autora ressalta na nota que abre o livro, “a ignorância não é uma benção, é apenas uma forma profunda de terror”.

”Não importa quantos álbums de heavy-metal  você viu, quantas pinturas Hieronymus Bosch sobre as torturas do inferno, ou até mesmo a cena em Indiana Jones, onde o rosto do Nazi derrete , você pode não estar preparado para ver um corpo a ser cremado . Vendo um crânio humano flamejante é mais intenso, além de seus vôos mais selvagens da imaginação “.

  Sim não é um tema que agrade a todos, mas como diria o ditado basta esta vivo para morrer. Se ainda não lhe contaram isso sinto muito, mas você vai morrer, seja de causas naturais, ou não. Cada um tem seu tempo com prazo de validade. Então por quê tratar este tema como um tabu ? Este livro simplesmente quebra todas as barreiras sobre a morte, principalmente a forma que ela é tratada nos Estados Unidos, Caitlin com muito bom humor nos mostra a verdadeira realidade por tras de uma perda, para muitos um tema  de sofrimento e para outros algo lucrativo e rentável.

”Eu cresci acreditando que os agentes funerários eram profissionais, especialistas e treinados, que tinham cuidado de nossos mortos para que o público não necessitasse. Será que a família de Byron  sabe que uma garota de  vinte e três anos de idade, com experiência zero estava segurando uma navalha para barbear seu ente querido?

  Dizer que o tema não cativa é pouco quem nunca se imaginou como Bonnes , desvendando mistérios a partir dos corpos , bem Caitlin vai um pouco mais a fundo nestes temas, inserindo suasa próprias reflexões filosóficas sobre o tema , mas também dando uma visão panorâmica sobre a morte em diversas culturas.

“O silêncio da morte, do cemitério, não era punição, mas uma recompensa por uma vida bem vivida.”

  Um livro fantástico, cheio de bom humor, e com reflexões para a vida e além . 

 

È claro que a trilha sonora não poderia ser mais oportuna .. Death Cab For Cutie I will Follow you into the dark

Meu amor um dia você irá morrer
Mas eu vou estar logo atrás
Eu vou seguir você até a escuridão

Não haverá luzes que cegam nem túneis para portões brancos
Só nossas mãos apertando-se fortemente
Esperando pela sugestão de uma faísca


XoXo

Klau Tks

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s