[Review] Monica Wood – Um menino em um milhão

”Porque a história de sua vida nunca começa no começo.

Sobre a autora :Monica Wood
Sobre o livro :  Arqueiro , Skoob 
Leia um trecho – Um menino em um milhão – degustação

Sinopse –  Quinn Porter é um guitarrista de meia-idade que nunca conseguiu deslanchar na carreira. Enquanto aguardava summeninoemummilhao_capawebua grande chance na música, foi um marido e pai ausente, e jamais conseguiu estabelecer um vínculo afetivo com o filho, uma criança obcecada pelo Livro dos Recordes e algumas peculiares coleções. Quando o menino morre inesperadamente,  alguém precisa substituí-lo em sua tarefa de escoteiro: as visitas semanais à astuta Ona Vitkus, uma centenária imigrante lituana. Quinn assume então o compromisso do filho durante os sete sábados seguintes e tenta ajudar Ona a obter o recorde de Motorista Habilitada Mais Velha. Através do convívio com a idosa, ele descobre ao
s poucos o filho que nunca conheceu, um menino generoso, sempre disposto a escutar e transformar a vida da sua inusitada amiga. Juntos, os dois encontrarão na amizade uma nova razão para viver. Um menino em um milhão é um livro sensível, poético e bem-humorado, formado por corações partidos e aparentemente sem cura, mas unidos por um elo de impressionante devoção pessoal.

 

   As vezes tudo que precisamos é aquele livro que te faz ver a vida com outros olhos, Outras vezes precisamos ver atraves da inocência de uma criança para nos tornarmos pessoas melhores. Bem Este livro tem os dois, um menino , com uma vida inteira pela frente, mas tinha um propósito muito maior que poderiamos imaginar. 

“- Então você é um ”pau pra toda obra”, como dizem por ai.

-Sou um diarista, digamos assim. Preciso trabalhar.”

 

  A primeira vista, eu não gostei do Quinn,a forma como ele lembrava do menino, me faziam desgostar mais ainda. Porém com o passar da trama , você encontra um novo significado para a desatenção dele. E passa a torçer por ele, tanto que confesso que estava até shippando um felizes para sempre para ele. A maneira que ele se dedica a algo é raro, ele se doa tentando reparar um erro e acaba encontrando uma amiga.

” – por acaso você já ouviu falar da internet?

– Claro que eu já ouvi falar da internet… Eu estavá lá. Muito barulho por nada. Esse negócio de internet é pior que a televisão.”

  Se de um lado temos um pai ausente, do outro temos a Ona alguém que acumula tantas histórias e experiencias, que são compartilhadas durante a narrativa. Ela foi escolhida pelo intrutor dos escoteiros para ficar com o menino ( não ele não tem nome), Assim ela aprende algumas coisas , já que o menino é especialista em decorar fatos. Juntos eles iniciam um projeto particular, para que Ona Viktus quebre alguns recordes do guiness. Entre eles o de motorista habilitada mais velha . Após a morte repentina do menino, Quinn assume as tarefas dele, e com o tempo o que era obrigação se tornou em uma amizade inexplicável. 

” È melhor pensar que nossas escolhas valeram alguma coisa.”

 

Uma das músicas que mais ouvi durante essa leitura foi Battle Scars do Lupe 

”Você esperava que a ferida cicatrizasse, mas ela nunca fecha

Mas quando você está tentando contrariar e vencer as probabilidades
Tem tentado manter a cabeça erguida e você sabe que deveria saber
E deixá-la partir mas o medo do desconhecido”

 

spotify:user:22gufepc5nwjwohop77la3egy:playlist:3nlJCq4580VgUixZzbbq0e

Xoxo

Klau Tks